© 2019 BSC Whippets

Todos os direitos e imagens reservados.

Desenvolvido por Dani Scandolara

O que é a Orientação Comportamental?

Percebendo que as novas famílias apresentavam dúvidas ao levar seu whippet para casa, iniciamos um trabalho de orientação básica para auxiliar na educação dos filhotes. Somos veterinários, temos grande experiência com a raça, conhecemos a fundo seu comportamento, mas não somos especialistas em educação canina. Tínhamos certeza que uma profissional competente seria ideal para transmitir informação de qualidade. Por isso pensamos na parceria com a educadora Fúlvia Andrade. Já acompanhávamos o trabalho dela havia bastante tempo e assim que estudamos a melhor forma de ajudar os filhotes e suas famílias colocamos a projeto em prática.

Na ORIENTAÇÃO COMPORTAMENTAL, que acompanha o filhote, você conta com material digital que contém dicas sobre a adapação do filhote em seu novo lar, como usar e aproveitar bem os brinquedos, ensinar o local certo para xixi e cocô, ensinar seu filhote a ficar sozinho, entre outras orientações que deixarão você e seu whippet mais felizes e tornará a convivência ainda mais prazerosa.

Além dos artigos você ainda conta com uma consulta gratuita de 45 minutos por telefone ou skype com a Fúlvia Andrade.

Quem é a educadora de cães Fúlvia Andrade?

 

"Formada em Ciências Biológicas, sempre me interessei por comportamento animal, principalmente dos cães. Devido a essa paixão, adquiri muitos livros sobre comportamento e educação dos cães. Com a chegada da Suzie, minha Whippet, procurei educá-la da melhor forma possível, procurando ajuda. Fui desencorajada, ao me dizerem que eu tinha uma raça 'burra demais'. Como sou obstinada, pesquisei e descobri que existiam cursos e métodos de ensino maravilhosos, capazes de educar qualquer animal sem o uso da força. Fiz cursos na área (presenciais e online), fiz mais pesquisas, estagiei com a educadora Yara Hirano e trabalho com cães desde 2011. Escrevo no meu site www.cantodosbichos.blogspot.com."

CANTINHO DO FILHOTE

Parabéns, você decidiu ter um filhote! Mas, e agora? Será que darei conta de passar por esta fase sem muitos problemas? Neste texto tiraremos as principais dúvidas de pais e mães de primeira viagem!

 

Onde pode ser o cantinho do filhote?

Nas primeiras semanas o ideal é que o filhote fique confinado em um espaço de tamanho razoável, tendo acesso à casa toda apenas quando estiver sob constante supervisão. Por que isso? Esse tempo coincide com o treino de banheiro, onde não queremos que aconteça nenhum acidente.

 

Não queremos dizer que o cãozinho tenha que ficar confinado, sem contato humano, longe disso! Eles precisam muito da nossa companhia e de educação nesta fase, para se tornarem ótimos companheiros.

O cantinho dele pode ser cozinha e área de serviço (se o ambiente for maior) ou sala, cozinha e área de serviço (se o ambiente for pequeno). Isso quando ele estiver sozinho em casa, sem companhia humana.

Com você em casa, ele terá acesso a tudo, desde que você esteja sempre de olho nele, e não ocupado usando computador, lendo etc.

 

Neste cantinho tenha (nos lugares onde você não quer que ele use como banheiro) a caminha, o potinho de água e os brinquedos. No outro oposto, faça o banheiro dele, com muitas folhas de jornal (ou tapete higiênico) no começo, porque ele ainda não sabe direito onde fazer xixi (e nem tem consciência de que está apertado).

 

* O texto na íntegra será disponibilizado na entrega do seu whippet BSC.

APRENDENDO A FICAR SOZINHO

O cão é um animal social, assim como o ser humano. Seu instinto lhe diz que, para estar seguro, deve viver junto ao seu grupo, o que lhe garantirá a sobrevivência. Quando seu grupo de “humanos” sai e o deixa sozinho, a sensação que o bichinho tem, instintivamente, é de que sua sobrevivência está ameaçada. Ele simplesmente não entende que nada acontecerá e que a situação durará pouco tempo. Sob o prisma do cão, ele está sendo abandonado.

 

Além de já estar arraigado em seus instintos que não é bom estar só, muitos cães são extremamente apegados aos donos. Isto ocorre muitas vezes em razão do temperamento do cão, mas também por atitudes do dono, que incentiva e gosta de ter o seu pet sempre por perto, muito perto.

 

Nós, em geral, acabamos criando situações das quais nem nos damos conta: demonstramos, de forma enfática, que sentimos dó e nos despedimos dele efusivamente ao sair de casa. Evidentemente que o cão passará a perceber os mínimos sinais toda vez que formos sair e a ansiedade se instalará já a partir deste momento… Ou ainda, chamamos o cão o tempo todo para estar ao nosso lado, mesmo que ele esteja em seu cantinho roendo um osso.

 

Por outro lado, existem também alguns outros fatores que podem deflagrar a chamada síndrome da ansiedade de separação: mudança abrupta na rotina do cão (exemplos – dono estava em férias, ou passava mais tempo em companhia do peludo e, de repente, passa a se ausentar mais); mudança de casa; perda ou chegada de um novo membro da família que altere a rotina do peludo.

 

* O texto na íntegra será disponibilizado na entrega do seu whippet BSC.

TREINO DO BANHEIRO
O QUE NÃO FAZER
 

- Usar punição (gritar, bater, esfregar o focinho do filhote no xixi/coco). Só fará com que o filhote tenha medo de fazer suas necessidades quando você estiver por perto, procurando locais escondidos para fazer xixi/coco e, em alguns casos, comendo as fezes no intuito de escondê-las.

- Deixá-lo sem supervisão, solto pela casa e ainda não educado. Receita para desastre e atraso do treino.

- Deixá-lo sozinho no banheiro dele (área de serviço ou quintal), pelos 5 minutos e supor que ele fez xixi/coco e, assim que ele entrar, fazer dentro de casa. Supervisão sempre!

 

* O texto na íntegra será disponibilizado na entrega do seu whippet BSC.

BRINQUEDOS

Os brinquedos são importantes para os cães, tanto para reduzir o tédio quanto na manutenção de bons comportamentos. Também podem prevenir situações nas quais comportamentos indesejados podem se desenvolver (assumindo que tanto você como seu cão tenham noções básicas de adestramento).

 

Eles podem ser oferecidos durante e depois dos treinos de educação para ocupar, distrair, recompensar, reduzir a ansiedade de separação e, claro, simplesmente por diversão e entretenimento. O uso adequado dos brinquedos, junto com reforços positivos consistentes dados aos comportamentos aprendidos, são fundamentais para se ter um cão bem educado.

 

* O texto na íntegra será disponibilizado na entrega do seu whippet BSC.

COMO ADAPTAR O CÃO ADULTO A CHEGADA DO FILHOTE

Você tem um Whippet, se apaixonou pela raça e não consegue mais viver sem ela. Whippets são viciantes. Então, decide ter outro e o filhote acabou de chegar. Seria tudo maravilho, se os dois se dessem bem. O que fazer então para o mais velho gostar da companhia deste filhote serelepe ligado no 22oV? Antes, algumas considerações:

1. Dois cães dá três vezes mais trabalho

2. Os cães nem sempre ensinam coisas boas um ao outro

3. Os opostos se atraem

4. Leve em conta os gostos do seu cão

5. A primeira impressão é a que fica

 

Conclusão: ter dois cães pode dar três vezes mais trabalho, mas também pode ser cem vezes mais divertido. Se seu cão gosta da companhia de outros cães, o trabalho de escolher um segundo cão valerá a pena, tamanha a alegria que ele trará a todos na família. Mas é uma decisão que só você pode tomar. Boa sorte!

 

* O texto na íntegra será disponibilizado na entrega do seu whippet BSC.