© 2019 BSC Whippets

Todos os direitos e imagens reservados.

Desenvolvido por Dani Scandolara

Porque não ter um whippet!

August 12, 2015

 

Você vê aquele cão atlético, esbelto, com um porte digno. Pergunta para o dono o nome da raça: Whippet. Quer saber como ela é e o dono responde que é uma maravilha, o melhor cão do mundo, não mudaria nunca de raça (ou, pelo menos, sempre terá um Whippet além de outra raça). Aí você pensa: hummm... vou comprar um filhote! Pesquisa na internet e lê mais e mais maravilhas sobre a raça. Tem certeza que ela será o cão ideal para você. Mas, será mesmo? Como sempre lemos somente o lado bom da raça, este texto irá falar os motivos pelos quais o Whippet pode não ser o cão ideal para você!

 

 

 

Os filhotes são bagunceiros e destruidores, enquanto os adultos são calmos, não exigentes e discretos dentro de casa. Eles vão subir nos móveis: se você abomina um cão em cima do sofá ou da cama, desista dessa raça e de qualquer outro tipo de galgo!

 

Para ficarem tranquilos perto de estranhos, devem ser acostumados com pessoas desde a mais tenra infância. São bons com outros cães mas seu forte instinto de caça não os torna confiáveis com outros animais, principalmente roedores.

 

São cães muito, muito sensíveis e tímidos. Só respondem bem se a educação for calma, sem broncas, e com reforço positivo. São muito sensíveis ao toque: se assustam quando tocados inesperadamente. Mesmo assim, tanto punições físicas quanto verbais são demais para este cão amável.

 

Se você quer um cão que...

 

- Se pareça com um Greyhound de tamanho médio, elegante, gracioso;

 

- Possua pelagem curta, que exija poucos cuidados;

 

- Dentro de casa seja calmo, digno, discreto e não exigente;

 

- Fora de casa seja brincalhão, atlético e corra em uma velocidade incrível;

 

- Seja educado com todos, inclusive outros cães;

 

Então, o Whippet pode ser o cão certo para você!

 

 

MAS se você não quiser lidar com...

 

- Ter um quintal cercado onde ele possa correr em segurança;

 

- Forte instinto predatório que persiga qualquer coisa que corra ou voe;

 

- Um cão medroso e tímido quando não socializado;

 

- Independência;

 

- Sensibilidade emocional a situações estressantes e mudanças bruscas de rotina;

 

Então é melhor procurar outra raça!

 

 

Você decidiu ter um Whippet mesmo assim? Então é bom se preocupar em:

 

1. Dar exercício o suficiente. Os Whippets não precisam correr quilômetros todos os dias, mas precisam ter oportunidades de correr, regularmente, algumas vezes na semana. Do contrário se tornam agitados e entediados – uma combinação que leva à destruição de objetos. Os Whippets precisam ter acesso a uma área grande cercada (por serem cães independentes são mais propensos a fugir e a não voltar mais). Se houver praças ou parques cercados e que permitam cães, leve-os para correr por ali.

 

2. Tímidos e ariscos por natureza, os Whippets precisam de mais socialização com pessoas, ambientes e sons que a maioria das raças. Se isso não for feito, se tornará medroso com tudo, tornando a vida dele muito triste, assim como a sua.

 

3. Muitas pessoas não percebem o quão rápidos estes cães são, o quão arraigados são seus instintos caçadores em perseguir pequenos animais. Eles podem machucar seriamente, ou até mesmo matar, o gato do vizinho.

 

4. Whippets não são Golden Retrievers.  Muitos são teimosos. Muitos outros são manipuladores. Você deve lhes mostrar, com consistência e paciência, as regras da casa. Eles adoram agradar seus donos, por isso demonstre como você fica feliz quando ele tem a atitude que você espera.

 

5. Seja honesto... há muitos gritos na sua casa? Brigas? Tensão? Os Whippets são extremamente sensíveis ao estresse e podem acabar doentes por causa disso, com problemas estomacais ou até mesmo comportamentos neuróticos, compulsivos. Se há brigas demais em seu lar, não tenha um galgo: eles ficarão doentes física e emocionalmente. São cães que precisam de um lar pacífico e harmonioso.

 

 

O que ninguém te contou sobre a raça...

 

1. Grau de atividade: os filhotes e adultos até dois anos são extremamente ativos e precisam de muito exercício e estímulo mental e físico para não destruírem sua casa.

 

2. Destruição: alguns filhotes e adultos até dois anos irão destruir praticamente tudo que estiver ao alcance deles se não for dado estímulo mental e físico adequado. Mantenha sua casa à prova de Whippets, deixando-o em uma área relativamente grande, mas sem acesso à casa toda, ao menos no começo, e com brinquedos para roer e outros no estilo quebra-cabeça. Após essa idade crítica, eles ficam mais educados e calmos.

 

3. Se entediam facilmente: como a maioria dos cães, os Whippets ficarão tristes e entediados se deixados sozinhos em casa por muitas horas seguidas. A solidão pode levar à distúrbios comportamentais e ansiedade.  Imagine se você ficasse fechado por diversas horas sem atividade? Com cães acontece a mesma coisa, eles procurar coisas para fazer, se entreter, se divertir. Porém na maioria das vezes eles não tem noção do que podem ou não usar como brinquedo. O que você pode fazer para amenizar? Ter outro Whippet ou outro animal para lhe fazer companhia. Não deixá-lo mais de 4 horas sozinho. Encontrar alternativas como creche para cães ou alguém que goste muito de cães para lhe fazer companhia em casa.

 

4. Forte instinto de caça: como foram criados para a caça, seu instinto caçador é apurado. Portanto, irão perseguir e, até, matar animais como coelhos, gatos, aves... alguns podem fazer o mesmo com cães extremamente pequenos. Mas, se forem criados com outros animais desde pequenos, serão amigos deles.

 

5. Fragilidade: sua pelagem curta e lisa oferece pouca ou nenhuma proteção contra arranhões e machucados feitos em cercas de arame farpado, galhos etc. Um pequeno arranhão pode precisar de uma ida ao veterinário para levar pontos.

 

6. Independência: o Whippet é inteligente e pode escolher ser obediente apenas quando lhe for conveniente. Os Whippets, mesmo quando treinados com obediência básica, não podem sair na rua soltos: somente na coleira e na guia (principalmente devido ao seu instinto caçador: irão perseguir qualquer coisa que se mova e não darão ouvidos a você).

 

7. Subir nos móveis: se você quer um cão que não suba no sofá e na cama, ou pretende educá-lo a não fazê-lo, é melhor esquecer a raça. Por terem pelo ralo e pele fina, eles precisam deitar em superfícies macias: o chão duro o machucará. Apesar de ser uma raça que não tem cheiro forte, seu pelo cai, e fica grudado nos móveis. Uma solução é ter um sofá que combine com a cor predominante do seu Whippet.

 

8. Ansiedade de separação: muito comum nos dias de hoje, já que os cães ficam muito mais tempo sozinhos dentro de casa do que fora com seus donos. Os Whippets parecem ser mais suscetíveis ao problema, mas antes de diagnosticá-lo com isso, veja se não é tédio por não ter nada para fazer (ver item 3).

 

9. Crianças: são relativamente bons com crianças, mas não espere que ele seja um Golden Retriever. São mais frágeis e não vão aceitar tratamento brusco dos pequenos (aliás, os pequenos não devem nunca puxar, apertar, morder ou abraçar um cão). Ensine seus filhos a serem gentis com o Whippet e ele será gentil com seus filhos.

 

10. Quintal: está pensando em tê-lo apenas no quintal e não dentro de casa? Esqueça! Eles não são preparados psicológica nem fisicamente para ser um cão de quintal. Claro que precisam (e adoram) dar suas corridas, tomar um banho de sol, mas não devem ficar indefinidamente do lado de fora. Por terem pouca gordura corporal, não suportam as temperaturas extremas e variações de temperatura: ficam superaquecidos facilmente (hipertermia) e sofrem terrivelmente com o frio.

 

11. Apartamento: se adaptam perfeitamente desde que sejam exercitados física e mentalmente todos os dias. Se ficarem presos no apartamento sem nada para fazer; se não saírem para fazer exercícios físicos ao menos 1h por dia; se não tiverem estímulo mental diário se tornarão cães infelizes.  Um Whippet que não for exercitado se tornará destrutivo e hiperativo.

 

12. Roubo de comida: com seus longos pescoços, patas longas e habilidade para saltar, nada está a salvo deste magrelo. Portanto, se não quer que ele roube comida da pia, mesa, fogão etc, guarde-a em locais seguros e fechados. Para sua segurança e dele!

 

13. São cães de companhia: e precisam de companhia (ver itens 3 e 8). Apesar de poderem ser ensinados a ficar calmos enquanto seus donos trabalham, se dão melhor em uma casa onde haja companhia a maior parte do dia.

 

14. Janelas teladas: Whippets são sighthounds, ou seja, caçam com sua visão. Se você mora em apartamento, tele ou coloque grades nas janelas. Eles podem ver passarinhos, ou algo na rua que desperte seu instinto caçador e pular pela janela. Se ele for ficar sozinho em casa, deixe apenas uma fresta da janela aberta e feche as cortinas. Prevenir é melhor que remediar.

 

 

Qual é o dono ideal de um Whippet?

 

Alguém que se envolva com o cão, que o considere parte da família, que tenha uma natureza amigável, assim como o Whippet;

 

Alguém que seja gentil, pois o Whippet não gosta de brincadeiras brutas;

 

Alguém que seja emocionalmente equilibrado, pois os Whippets são bastante sensíveis às emoções dos seus donos: gritaria e portas batendo o tornam ansioso e assustado;

 

Alguém ativo, já que o Whippet é um cão que adora atividades, tanto físicas quanto mentais. Ao mesmo tempo, alguém que não seja hiperativo, pois o Whippet, depois de uma bela sessão de atividade, aprecia se deitar no sofá ao lado de seu dono, enquanto este lê um livro, ouve música ou vê TV;

 

Alguém criativo, que quer praticar atividades junto com seu cão, como agility, obediência, trilhas, terapia assistida por animais etc.

 

Se você é assim, se aceita e gosta de suas peraltices e particularidades comportamentais, o Whippet pode ser seu cão ideal. Não importa se você vive em uma mansão ou em um apartamento pequeno: desde que as necessidades dele sejam supridas, será seu melhor amigo.

 

Afinal, os Whippets não são para qualquer pessoa, mas são a raça do coração para outras! E, para estas, eles são como batatas chips: impossível ter um só!

 

 

Please reload

Seja bem-vindo!

I'm busy working on my blog posts. Watch this space!

Please reload

Últimos Posts

December 8, 2014

Please reload

Arquivo